Análise semiótica

Num palanque eleitoral de algum lugar sem pecado do lado de  baixo do Equador, o presidente faz corte epistemológico e aplica Charles Sanders Pierce:

“As pessoas gritam o nome de um e de outro e isso não é legal no lançamento do PAC. Vocês sabem que temos uma boa relação com a imprensa, que é extremamente democrática, fala bem do governo todo dia. Então, a gente não pode dar pretexto para que alguns maus jornalistas possam fazer valer sua tese”. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: