Análise semiótica

28/04/2008

Num palanque eleitoral de algum lugar sem pecado do lado de  baixo do Equador, o presidente faz corte epistemológico e aplica Charles Sanders Pierce:

“As pessoas gritam o nome de um e de outro e isso não é legal no lançamento do PAC. Vocês sabem que temos uma boa relação com a imprensa, que é extremamente democrática, fala bem do governo todo dia. Então, a gente não pode dar pretexto para que alguns maus jornalistas possam fazer valer sua tese”.